Infarto antes dos 40 – Você corre esse risco?

Que o sobrepeso e a obesidade trazem grandes problemas de saúde não é nem uma novidade, mas será que você vai esperar seu médico te dar uma péssima noticia pra se conscientizar e começar a emagrecer?

Engana-se quem pensa que o infarto só acomete pessoas acima dos 40 anos de idade. Tem se tornado cada vez mais frequente a ocorrência de infartos em jovens. As causas de infarto são muitas.

Entre elas, pode ser citado desde o estresse, o sedentarismo e a obesidade, incorrendo numa alimentação pobre em vegetais, legumes e frutas, além outros fatores de risco comuns ao infarto, sendo este fenômeno mais um reflexo do estilo de vida atual.

Emagrecer mais do que uma questão de estética tem se tornado uma questão de saúde, pois nas ultimas décadas tem intensificado o numero de pessoas doentes por causa do sobrepeso e principalmente por causa da obesidade!

Você está feliz com seu corpo? Você se considera acima do peso? Se a resposta para a segunda pergunta foi “sim”, saiba que você provavelmente faz parte dos 60% dos brasileiros que estão acima do peso. Vale lembrar que o problema da obesidade vai muito além da estética, pois este é um fator de risco para doenças como:

  • Diabetes tipo 2
  • Hipertensão
  • Doenças cardíacas e infarto
  • Câncer
  • Apneia do sono
  • Osteoartrite
  • Doença na vesícula biliar
  • Doença do fígado gorduroso.

Levando isto a sério sabemos que desenvolver tais doenças traz consequências terríveis para nossas vidas. No entanto pesquisas mostram que reduzir alguns quilinhos diminui a possibilidade de desenvolvimento de tais doenças.

Dietas, restrições alimentares, atividades físicas, tratamentos estéticos, cirurgias plásticas, diversas modalidades de treinos… talvez você já tenha tentado algumas ou todas essas alternativas para conseguir emagrecer. Pode ser até que tenha dado certo, mas o mais provável é que você — assim como a maioria das pessoas — esteja se esquecendo de um fator essencial: a sua mente e o poder que ela tem sobre o processo de emagrecimento.

Os especialistas têm, cada vez mais, relacionado a obesidade à maneira como as pessoas pensam, e não apenas às comidas ingeridas e à quantidade de exercícios físicos realizada. Isso porque existe uma comunicação entre mente e corpo, e quem controla o comportamento humano é a nossa mente.